Depressão com Poesia

Vida encadeada

Ich liebe dich für immer = eu amo você para sempre

Hoje o sol está coberto por nuvens

Ontem li que a luz do sol demora até oito minutos para atingir a superfície da Terra

Vivo entre as superficialidades e as nuvens

Dias vivo querendo morrer

Noutros morro querendo viver

A seca e a floração serão perpétuas

Enquanto tiver sol

Eu não

Oito minutos

Oito de julho

Cronometrado

Ao menos descobri o meu corte…

De cabelo

Às vezes sonho com o lado de lá

Noutras me chamo para cá onde há muito o que contemplar

Por que o sol se esconde?

Por que o sol demora?

Dizem que a beleza da filosofia mora nas perguntas

Mas

Como questionar a eternidade?

Mamãe me ensinou à dizer “papai do céu”

Enquanto eu ainda sonho com o útero

Tão bebê

Com choro contido

Olhando o umbigo cortado

O que seria de nós sem a natureza?

Ela sinaliza que as nuvens passam

E que Deus age no escuro…

Seguro é só a presença

O ser, o agora, o já

O oito (se) deitado vira infinito

Entrego, confio, aceito e agradeço

É uma orAção que preciso conceber

Mais no “com” do que no “julgar”

Para aprender a conjugar o verbo

Amar.

Que tenhamos coragem e veracidade

para declarar para nós mesmos:

ich liebe dich für immer

8 thoughts on “Vida encadeada

  1. a foto e o sentido da frase e onde está escrita é fantástica. o texto me faz lembrar o período de confinamento pós cirurgia. eu queria que chegasse a noite o quanto antes, dormir e poder mais uma vez amanhecer. foi assim durante meses. o melhor de tudo é que amanheci junto todos os dias e fiz amizade comigo mesmo. hoje, confinado por dois motivos, o que me levou ao primeiro, e pelo risco de contaminação, continuo amanhecendo. os movimentos é que não são mais os mesmos. e ainda que demore a chegar o sol, sei que ele virá aquecer as horas que já não conto mais. um abraço imenso e o desejo que tudo esteja bem.

  2. Hj o Sol tb não deu sua graça. Até resmunguei: o outono grrrr.
    Ficou bem, e se não falar, passará bem como alemã. Rsrs Assim foi comigo em Portugal. Rsrs

  3. Lindos versos. Clarice Lispector pegou no seu lápis, pegou na sua mão. Abraço

  4. Fernando, só agora vi que minha resposta não foi por uma falta de clicar o ‘enviar’. Fiquei chateada, mas segue agora. Havia dito que desejo que o resultado do exame tenha sido um amanhecer para você. E que estou feliz por você não estar contando mais as horas e sim vivendo com eternidade. Essa semana li sobre a diferença do tempo Cronos e do tempo Kairos, imediatamente lembrei de você. Bom final de semana por aí e seguimos no autocuidado. Abração.

  5. oi, Cris. eu sou a personificação do estrago que causo ao mexer em computador, programas, etc. tenho pedido ajuda ao Sandro do Panografias e ele, gentil e amigo, tem me ajudado muito. então, sem problema. bom, tenho vivido um processo muito duro, um aprendizado imenso e ao mesmo tempo uma motivação permanente. dia 28 passado completou um ano e quatro meses da cirurgia e o começo de todo o processo que mexeu com minha vida. agora, dia 16 tenho consulta para saber os rumos: se a doença voltou ou se está tudo ok. e o melhor de tudo é bem como está escrito ali em cima: vivendo com eternidade. (mas, confesso: adoro o amanhecer com uma xícara de café, e nesses dias de frio mais ainda) hoje sei que estou no meu tempo certo, no meu Kairós. e feliz. muito obrigado por me acompanhar também nessa caminhada. feliz fim de semana e sim seguimos nos cuidando. abraços.

  6. Esse Sandro é um anjo. Essa semana recebi um aviso que meu blog estava sem poder comentar, fui mexer e tirei do ar… foi um sufoco descobrir como voltar.
    Eu achava que o retorno seria no final de Maio, por isso perguntei. Continuarei no envio de energia, também depois do dia 16, aí será pra comemorar. Até mais ☕

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: