Depressão com Poesia

Primavera em verso e prosa

Vamos falar de Primavera?

Quem mora no Brasil, ou no hemisfério Sul, está passando por esse momento de reflorescimento que brota na porta de casa e perfuma os caminhos.

Por aqui, no hemisfério norte, as folhas de outono estão quase todas no chão, preparando o caminho para o inverno. É tudo muito lindo, e também um sinal de alerta para nos prepararmos para os meses sem sol.

Essa semana recebi essa foto de uma amiga querida aí de Vinhedo (SP)

Flor de Íris

Folhas de luz

Folhas decíduas

Que caem sem parar

Quase me matam

De tanto sonhar

Num beijo molhado de luz

Sela o nosso amor

Enquanto há plantas assim

Brota a gratidão

Oh! Dádiva bonita ao léu

Ao nosso favor.


O verso está parafraseando a música “Chuva de Prata”, música na voz de Gal Costa, composição de Ed Wilso, sucesso nos anos 80.

Diante da chuva de ouro no outono alemão. Um mergulho no êxtase que dura poucos minutos e vale para a eternidade.

Está aí, talvez a vida seja melhor regada por esses “momentos” de beleza, que podem estar na porta de casa, esperando ser tocados por olhares dos passantes.

E há quem defenda o desMATAmento…

🎶 Toda a vez que o amor disser vem comigo
Vai sem medo de se arrepender
Você deve acreditar no que é lindo
Pode ir fundo isso é que é viver 🎶