AliMente

Desde quando mudei para o atual apartamento estou sem geladeira, que chega amanhã, uhuuu, mais do que esperada.

Por isso, sou obrigada a ir ao mercado todos os dias buscar os alimentos frescos: frutas, legumes e carnes.

Isso já é um costume dos alemães. agora entendo que é porque moram em lugares com pouco espaço para armazenamento e adoram aproveitar a promoção da semana. Quase não se vê carrinhos lotados por aqui. Só o que dá para se levar na mão, ou, em carrinhos de feira.

Num dia desses, fiquei surpresa com a quantidade de alimentos em latas, vidros e plásticos que me deparei num corredor.

Pensei: Como mudamos tanto o paladar? Para onde estamos caminhando?

Tanto pelo fato da comida artificial, quanto pelo fato da geração de lixo.

E não é só isso, nosso cérebro (como todas as células do organismo) precisa de nutrientes para se manter ativo e saudável.

Mas, parece que estamos congelando essa idéia. Pela pressa, pressão ou comodidade enchemos nosso corpo de calorias vazias. E aquela fome oculta nunca passa.

Também pudera, como nasce uma flor numa terra de plástico? Como formar neurotransmissores sem nutrientes?

Sim, claro, é possível sobreviver com bebida de cola, realcador de sabor, corantes, aromatizantes. Cortisona, nicotina, álcool. Nesse caso, o alimento somos nós. Sustentando o insustentável a cada bocada.

Minha avó dizia: “come esse verdinho pra crescer forte e inteligente”. Eu digo: coma bem para ser mais contente. É o comer para ser feliz, não o ser feliz através da comida. É diferente…

Os sintomas do transtornos do humor, como a depressão, ansiedade, etc. podem ser amenizados pela boca, sono, atividades físicas, sociais e laborais.

Segue a lista dos meus 10 alimentos preferidos:

laranja, banana, couve, almeirão, abacate, castanhas, feijão, ovo, salmão, aveia

Estou certa que eles carregam vida como eu.

Não por acaso (já que o corpo pede) descobri que são os alimentos que mais colaboram para melhorar o humor e a digestão (já que a maior parte da serotonina é produzida no intestino).

O papo é mais do que uma vida natureba, o papo é sobre andar nos corredores dos supermercados e se identificar com o que vê na maior parte das prateleiras.

Alimente a mente.


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional