Só ir

Tão importante quanto

Pôr os pingos nos is

É caminhar nos dias a sorrir

As linhas do caderno em branco

Continuam esperar por caligrafias

Que são tão únicas

Quanto a vida

O sentido só será sentido

Se souber pontuar

Mas

Não se perturbe

E nem caia na quimera

Das palavras fúteis e redundantes

Pois

Antes de saber ler e escrever

Teve que aprender falar e escutar

Para entender que o sorrir

É apenas uma parte do só ir.


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional