Olé dos vaga-lumes.

Fascínio e pavor traduziam aquelas noites vaga-lumes.

No interior, a capturar o pisca-pisca da natureza. 

A escuridão traz junto o encanto de seres voadores e reluzentes.

Ainda que minúsculos, tais pirilampos, davam olé na gente. Olé!

Caçadora implacável, corria atrás daquela lanterna, só as pupilas a tocavam.

Magia e fantasia no meio da roça. Com o pedido eterno de me dê uma luz.

Brincadeira de criança: caça vaga-lumes 

Brincadeira de adulto: 

uma vaga, o vagar, um lume.

Vagalumes – inseto da fauna brasileira – com suas lanternas verdes e amarelas