Depressão com Poesia

Nomear.

Estou tentando dar nome aos bois de velhos e novos sentimentos e pensamentos, cai em prantos  (literariamente falando) quando me deparei com esse poema do chileno Pablo Neruda – Ode à cebola. Então, quis gravar ele para vocês. No final dei umas engasgadas, afinal, cebola tem gosto forte, né? Relevem, fiquem com o essencial de que tudo o que vamos à fundo,  mesmo que uma cebola, encontramos beleza. Bom apetite!

Observação: o texto abaixo é de 2018, quando escrevi sobre a cebola e demais leguminosas, sobre nomear.