Conflito que gera ações.

Quando os filhos começam a ir para a adolescência os pais também começam mudar de fase. A medida que, as questões que antes atormentavam como maternidade, primeiros passos, escola, amiguinhos, vão sendo resolvidas. Já que a prática leva à perfeição e a gente se sente pais mais confiantes. Eis que, se abrem as portas de novas questões que precisam de elaboração e solução tanto para pais quanto para filhos. Questões como sexualidade, drogas, mundo virtual, autoestima, etc.

Todos sabemos que adolescência dói, como dói, é um pé lá e outro cá, entre a infância e a vida adulta. É uma fase em que tudo é definitivo, idealizado e opressivo. Tem que ser para agora, tem que ser para sempre, mas, tem que ser o quê?

Os pais diante desse novo desafio também balançam com um pé na própria infância e o outro no futuro incerto. E com o corpo inteiro no medo e vontade de acertar.

Voltam para a vida do casal aquelas calorosas discussões (nos 2 sentidos) para definir o melhor caminho a ser seguido. Melhor mesmo é o caminho de uma única voz conquistado com a temperança e a conivência dos dois.

Pais de plantão eterno, a medida entre a liberdade e a rigidez é uma fórmula mágica eterna que se aprende na prática.

Tendo que levar em conta que tanto o pai quanto a mãe vieram de criações, costumes e hábitos diferentes. Carregam a própria bagagem familiar e estão diante da realidade do filho completamente diversa de ambos.

Somos pais cheios de autoridade e dúvidas, cuidando de filhos cheios de dúvidas e buscando espaço de autoridade. Acrescenta-se à tudo isso as tecnologias, as gírias e as músicas jamais ouvidas por esses “veios” aqui. Ulala!

Quando eu era adolescente achava que isso era conflito de gerações, hoje como mãe e responsável por vidas que coloquei no mundo, acredito que essa fase pode ser um conflito que gera ações.

Rodamos, rodamos e caimos no campo da fé, esperança, confiança (ou seja lá o nome que quiser dar) de que o resultado dessas ações seja bom.

É isso aí, a vida é essa poesia repleta de amor e drama que vamos escrevendo todos os dias nesse papel escudo do tempo.

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional