Moldados pela natureza

Pernas cansadas

Da caminhada

Coração a bombear

Mais vibrante

Do que antes

Puro ar

Muita água

Esmeralda

Caem em cachoeiras

Nesse som

Há vários tons

Na paleta verde

Patos e peixes

Procuram por pão

Novo sabor

Para viver

Tão quão eu

Na trilha da natureza

Abraço a raiz

Que me molda

Todos no mesmo barco

Na viagem

Dos sonhos.


FacebookInstagramYouTube
Siga-me nas redes sociais


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

Galinhas

Estão ali

Num paraíso

Onde muitos gostariam de estar

Montanhas

Com tonalidades verdes

Contrastando

Com o límpido

Céu azul

Emanando

Ar puro

De encontro com

A água esmeralda

Jorrando em cachoeiras

No fundo

Convidativo

Ao vazio

Ao silêncio

Acontece que

Não sabem levantar

A cabeça

Por muito tempo

E vivem ciscando

O chão

Na procura

De minhocas.


FacebookInstagramYouTube
Siga-me nas redes sociais


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional