Depressão com Poesia

Lua mar

Lua

Crescente

Lua

Crê

Sente

Lua

Sou seu ser

Discente

Força menina

Vamos lembrar de Olhos Roxos, post de junho do ano passado, que fala sobre a violência doméstica.

Mais do que isso, fala da força da mulher que caminha além das marcas no corpo e alma, e, das marcações sociais.

Nós mulheres que cedemos o ventre e estamos presentes nas mais diversas criações e construções,

somos mais preciosas que as ametistas,

mais cheirosas que as lavandas,

mais delicadas que as violetas,

e procuramos sim a transmutação usando todo o poder da intuição.

Um viva a força feminina.

Força aí menina.



e-books por Cristileine Leão