Voejar

Solene

Pequena

Renda

Teceu

Gravuras

Em mim

Com seus braços abertos

Transformou

Meus olhos num fino cetim

Senti

O sentido sem fim

Nas ondulações de suas asas

Bordadas

Minúcias que vão além do existir

Assim nos fitamos

No tempo perene

Até o perecer

Quando todo SER

Será

Voejar



e-books por Cristileine Leão

Continue lendo “Voejar”