Quem acrescenta?

Recebi de vocês o poder de desvendar valores e significados que vão muito além das aparências.

No mundo que contempla o prático, o objetivo, o veloz; você me deu voz e conhecimentos. Disse-me sobre fundamentos, sobre o que é sustentável e sobre a evolução da humanidade.

Fazemos história enquanto ela nos faz.

Querido professor, sua profissão sobreviveu aos escribas, aos sofistas e sobreviverá aos políticos.

Represento as crianças que tiveram a graça de passar por um banco escolar. Sabemos que bancos e lousas são substituíveis, já o verdadeiro educador é perpétuo e vive nos exemplos e em todos os tempos.

Sou uma mistura de Silvia, Teresa, Walda, Antenor, Marta, Wilson, Ena, Vera, Hermínia, Dê, Chico, Estevam, Jrmessias e muitos mais dos quais fizeram-me ver que a vida (nosso organismo, sociedade, invenções) é caótica e maravilhosa.

E você? Quem acrescenta nessa lista?

 


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

Folhas de luz

Folhas decíduas

Que caem sem parar

Quase me matam

De tanto sonhar

Num beijo molhado de luz

Sela o nosso amor

Enquanto há plantas assim

Brota a gratidão

Oh! Dádiva bonita ao léu

Ao nosso favor.


O verso está parafraseando a música “Chuva de Prata”, música na voz de Gal Costa, composição de Ed Wilso, sucesso nos anos 80.

Diante da chuva de ouro no outono alemão. Um mergulho no êxtase que dura poucos minutos e vale para a eternidade.

Está aí, talvez a vida seja melhor regada por esses “momentos” de beleza, que podem estar na porta de casa, esperando ser tocados por olhares dos passantes.

E há quem defenda o desMATAmento…

🎶 Toda a vez que o amor disser vem comigo
Vai sem medo de se arrepender
Você deve acreditar no que é lindo
Pode ir fundo isso é que é viver 🎶

Continue lendo “Folhas de luz”

Gratidão

Graças a gratidão

Desvendam dons

Jamais previstos

De graça é o sofrimento

Tal como é o acolhimento

Por graça seguimos o rumo

Até quando perdemos o prumo

Com graça é mais suave

Olhar ao céu além miragens

Sorrindo se espelha ao mundo

Dos sentimentos o mais profundo

A

gra.

ti.

dão

Continue lendo “Gratidão”

Saúde mental é transmissível

Aqui estão algumas fotos das melhores oportunidades que eu estava desperdiçando por não deixar as pessoas se aproximarem de mim, e também por não dar o primeiro passo para mostrar o quanto elas são importantes na minha vida.

Na depressão a pessoa só quer ficar em casa, não sente energia para nada e nem para ninguém. Aos poucos e constantemente, ela vai se desconectado de tudo e de todos, se desliga até das necessidades do próprio corpo. Não dá chances de aproximação e convivência.

Movimento é a palavra chave minha gente. O mundo não pára nem para a doença, ele gira, gira, nos chacoalha e nos acalenta.

Atenção, as fotos abaixo são apenas sugestões de ideias para serem reproduzidas com o seu toque especial. A saúde mental agradece e ela é altamente transmissível.

Café na cama

Sabonete feito à mão de criança (por filha)

Cópia do bilhete que escrevi para amiga em 2012 (recebi por zap esses dias)

Dobradura da história que escrevi (por filho)

Lembrança da irmã

Não sei o que vou escrever amanhã. Hoje o que DIgiTO é


Cristileine Leão

FacebookInstagramYouTube


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional