Depressão com Poesia

Depressão a dor da alma / Reportagem.

O quê: Depressão a dor da alma.

Quem: Caminhos da Reportagem.

Onde: TV Brasil

Quando: 17.06.2016

Por quê:⬇

Olá pessoal,

Desde quando assumi e comecei o tratamento para depressão, comecei a pesquisar extensivamente sobre o tema. Tanto para me entender, quanto para escrever para vocês. Encontrei materiais relevantes e outros tendenciosos. Essa matéria do Caminhos da Reportagem foi uma grata surpresa. Não só pela qualidade, como também pela maneira objetiva, clara que abordou esse campo diverso que é a depressão. Com depoimentos de pessoas da vida cotidiana, artistas como Chico Anísio. Sem deixar de citar grandes celebridades da história que lidaram com essa doença. Na reportagem você vai encontrar sobre:

  • A depressão em crianças, adultos, adolescentes e idosos.
  • Depressao pós parto.
  • Bipolaridade.
  • Suicídio.
  • Causas, consequências e tratamentos (inclusive do eletrochoque).
  • Tratamentos disponíveis na rede pública de saúde.
  • A importância de arteterapia, yoga, dança, cuidados com o corpo e alimentação.
  • Influência do álcool como agente depressor.
  • Dos estigmas e preconceitos.
  • Distanciamento familiar e social.
  • Perda de emprego, dificuldade de recolocação.

O que mais me chamou atenção foi o seguinte: esse material é de 2016, quase 10 mil pessoas já assistiram, dessas apenas 172 curtiram e 5 não. O problema aqui não é o número de likes, mas o distanciamento entre esses números. Garanto para vocês que qualidade e conteúdo a reportagem tem. Então, para mim, o argumento que justifica é o preconceito, o temor de dar um curtir ou um comentário e deixar lá rastros. Atenção essa é só a minha opinião. Voltando…

  1. Posso dizer que senti satisfação por ver tão excelente trabalho, através de reportagens assim até volto a acreditar no jornalismo. Abordagem tão completa como essa só encontrei no livro Depressão: O demônio do meio-dia, de Andrew Solomon. O ponto que poderia ser acrescentado seria sobre o valor da espiritualidade, da conexão com o transcendente. A reportagem dura aproximadamente uma hora, tenham certeza de que não será tempo perdido, tanto para quem passa por depressão, quanto para quem acredita que informação é o caminho emancipação. Também para aqueles que querem conhecer melhor sobre saúde mental para ajudar o próximo.

Abraços, 🙋🏽‍♀️