Da convivência e da presença

ConviVENDO

Com a incerteza

Da cegueira/

ConVIVEndo

Com a expectativa

Do que será/

ConheCENDO

O caminho do agora

Já, já derradeiro/

CAminho

Nosso cunho

Principal.


– Passei a vida tentando ser alguém.

Você já é alguém.

Eu sei, alguém profissionalmente falando.

Eu também. Hoje olho para as fotos dos meus filhos e choro. Gostaria de ter sido mais presente.


Olhos da natureza.

REMEMORANDO: Os olhos da natureza estão por todos os lugares por mais que não lhes fitamos. Por mais que sustentemos nossa verdade até o fim, sem olhar para a verdade do outro. Eles estão aí, para ficar, enquanto nós… passamos em suas vistas.

Ah, essa reflexão me fez lembrar uma das minhaa primeiras postagens, de Abril do ano passado, quando deitei debaixo de uma sombra para relaxar, o Imagens do Buraco da Árvore.

Até mais pessoal 🙋🏽‍♀️

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

Depuração.

Mastigo

O que não dá para mitigar

Nenhum dos nobres motivos

Pode justificar

O brio, o cio, o curto pavio

Qualquer forma de poderio

Que serve para sufocar

Todavia,

Toda vida nessa luta

De armas injustas

Aprendi a mastigar

Sabor indigesto

Detesto

Também sei vomitar

Aos poucos te vejo

Com balde na mão

Também sabes limpar

Máculas de opressão

Rastros de submissão

Depuração se faz em par

Na química convivência.

〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️

Atrás da violência se esconde a carência. Vivemos numa sociedade que pouco se propaga o valor da afetividade. Assunto que ao meu ver deveria ser matéria desde o pré escolar. Amor próprio e ao próximo deveria ser o principal legado à transmitir para nossas crianças. Abaixo segue explicações da visão filosófica sobre o que é a carência afetiva, um dos principais motivos de tantos lamentos, indiferenças e crimes.

Vídeo produzido pela instituição Nova Acrópole, com palestra de Lúcia Helena Galvão, divulgado dia 09 de agosto se 2018, duração de 50 minutos.

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional