Depressão com Poesia

Rosalerta

Rosa seca

Na água da banheira

Vira borboleta

Voejar

Solene

Pequena

Renda

Teceu

Gravuras

Em mim

Com seus braços abertos

Transformou

Meus olhos num fino cetim

Senti

O sentido sem fim

Nas ondulações de suas asas

Bordadas

Minúcias que vão além do existir

Assim nos fitamos

No tempo perene

Até o perecer

Quando todo SER

Será

Voejar



e-books por Cristileine Leão