Asas no peito

Há asas no peito

Que atuam silenciosamente

Dia e noite

Resplandecem nosso estado de humor

Fazem o flutuar no amor

Fazem o sufocar na dor

O propulsor de tais asas

Está inflar e desocupar

Não no inflamar e desesperar

A sustentação dos seres vivos

É invisível

Atua na troca

Do eu com o todo

Haja fôlego

Aja

Com a mente presente

O voo é longo

Do anjo

Pulmão.