Alguém além na linha

Não venha me dizer

Que não teve tempo

Dos dois lados do oceano

Há dias e noites

O calendário é similar

O dia têm 24 horas

O sol e a lua

Continuam a reinar

Independente dos verbos

De fantasias e nudez

Vivemos

Quem aqui não têm problemas?

E qual a solução que não foi desvendada?

Dessas vivem os filósofos e os cientistas

Enquanto a mídia vende alucinações

A educação propõe revoluções

Ou nos comanda a ser mais um

Tantas frentes

Enquanto deixamos para trás

O tempo

Único que temos e que se esvai

Na linha

Enquanto estamos ocupados demais

Com balbúrdias

A ponto de não identificarmos

O que queremos

Quanto menos

De olhar o além

Quis dizer

Alguém

Alô

Alô.


Oração ao Tempo – Caetano Veloso

E quando eu tiver saído
Para fora do teu círculo
Não serei nem terás sido
Ainda assim acredito
Ser possível reunirmo-nos
Num outro nível de vínculo

Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional