Depressão com Poesia

Sol na pele

Quando o sol bate na pele

Desvela o grau da emoção

Os raios são mais que o tecido

Tingido

À vastas gerações

Trespassa o corpo e a aura

Sem nenhuma exitação/

Quando o sol bate na peleja

Procura por fino ligamento

Num canto da órbita

Que possa verter luz

Tão belo fica o solo

Luzido de elíptico

Quando a pele emerge no sol/

Assim se douram os dias

4 thoughts on “Sol na pele

  1. Ah, este planeta circular, que muitos ainda acham ser plano, cujas estações não se encontram e se alternam no sul e no norte…

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: