Sem calote sentimental

Devo

Não nego

No desassossego

Renego

A imitação que advier/

A dívida é um apreço

Para quem já teve berço

Quem não aceita o que lhe impuser/

Devo não nego

Rasgo todos os defeitos

No peito

Declaro guerra ao sujeito

Que me diz

Amo quando puder/

Estender a mão

Princípio da negociação

Na Terra

Da gentileza.


Cristileine Leão FacebookInstagram


8 comentários

Diga-me a sua opinião?