Depressão com Poesia

Se permita

Passou a vida recebendo o nada

Até que tudo se evaporou

Agora

A última camada que lhe resta também vai se embora

Adeus

Vai em paz

O que soube instalar em mim

Foi esse espaço vazio

Sem risos

Sem calafrios

As lágrimas não vem

A raiva não vem

Nem o alívio

Seria o fim de nossa história

Se eu não soubesse

Que o nada e o tudo

Andam de mãos dadas

Desde o início aos confins.

%d blogueiros gostam disto: