Depressão com Poesia

Retiro coletivo

De repente
O sofá ficou pesado
Prisioneiro no lar

Soltura de ladrões
Hospital queimado
Mortos velados sem anfitrião
Camburão na areia da praia
Prateleiras vazias
Aeroportos parados

Apreensivos humanos
Aumenta a fila dos depressivos
Que já não estava pequena
A negatividade sufoca
Faltam respira/dores
Parece noticiário
Mas não é…

Aqui e além
Há um diário
Que não se acaba
Que não se apaga
Onde há lugar aos justos e aos borrões
Hora de provar da fé
Es-cre-ver

Vida e morte
O que vemos?
O que vimos?
O que verão?
No pós vírus

Muito mais que o cifrão
É o valor que se dá aos papéis
ColaborAtivos

Nós
Ditados e desenhos
Feitos no agora
Permeados de imaginação
Para as células
Dos que virão

Falando nisso
Quem mesmo faz tilintar
O seu coração?


Pessoal como está o retiro?

Por aqui na Alemanha foi dado o toque de recolher total, multa até 25mil Euros aos contraventores (mais de duas pessoas reunidas em espaço público). Tamanha prevenção não é por menos, caso queiram acompanhar a estatística mundial em tempo real dos casos de Coronavirus sugiro o WordOmeter

Se respeitam a proibição? Nem tanto… o parque aqui na frente de casa mesmo lacrado vem recebendo vários visitantes. Hoje reduziu um pouco diante dessas novas restrições.

Também pudera, estamos esperando o sol há tempos e agora que ele aparece, eis que vem essa nova lição que nos une do “fique em casa”.

Do mais, acho que podemos contribuir com nos ocuparmos com a positividade nos pensamentos, nas redes sociais, nas atitudes a sós.

Ficar imune das imundices, que se multiplicam mais que o vírus, é privilégio de quem se cuida, de quem vibra no amor.

Agradeço as mensagens de carinho e preocupação que venho recebendo. Desejo que vocês estejam bem🌻

Lembrem-se do girassol, flor que tanto admiro, é símbolo de felicidade, a cor amarela traz energia e vitalidade. No gira há instabilidade, no sol há luz.

Luz pra todos!

Achei esse vídeo útil sobre como manter a saúde mental com o psicoterapeuta Leo Fraiman.

9 thoughts on “Retiro coletivo

  1. Mais um dia para a história ser reescrita
    Mesmo vivendo dias tão sem vida
    Consigo ler a tua reflexiva poesia

    O sofá não me é pesado
    Nem a janela meu confessionário
    Se posso ver reflexões como essa
    então tenho alimento diário.

    Muito obrigado, pela poesia consciente dos nossos dias

  2. Estar em casa não pesa, é um tempo de “arrumar” interiores físicos e anímicos. Mas o mundo e as notícias pesam e esse peso vai-se adensando em cada dia que passa.
    A nossa toca parece o único local seguro…

  3. Para mim não é difícil ficar em casa… Fiquei um ano todo enclausurado no noviciado em 1998. Á época era noviço franciscano e me preparava para profissão de votos religiosos. Hoje o mais difícil por mais que tenhamos redes sociais, TV, etc, é conter duas crianças pequenas dentro de casa…. Fazer uma garota de 8 anos entender o que está acontecendo é uma árdua tarefa… E o pequeno com menos de dois anos não entende mesmo…

  4. Sou da toca, não estou tendo dificuldades com isso, apesar de ter a rotina remexida. Acompanho quem está em agonia com o isolamento, há se um discurso que o homem é um animal social, há outro que o homem não sabe ficar em sua própria pele. Seja lá o que for, todos aprenderemos com isso… Abraços e se cuide.

  5. Imagino mesmo, se ainda tem espaço isso se ameniza um pouco… E no seu caso com as crianças nessa idade nem dá para o tempo de reflexão que estão propondo… Moro num apto pequeno, mas os meus já estão pré adolescentes agora e fazem aulas online; ontem comemoramos o níver do meu pai por videoconferência, e assim vamos…

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: