Depressão com Poesia

Resista

Somos reflexos

De nossos ancestrais

Tais como

Os galhos

Que refletem

Na água

Neurônios

Flutuantes na Terra

Com o vai e vem

Da maré

Já pensou

tudo o que passaram

para você estar

no aqui agora?

Ainda que não veja

O fundo do mar

Nem a nascente…

Mesmo que não saiba

Onde vai desaguar

Os galhos mortos

E os frutos do mar

Contam

Mais da nossa raiz

Do que o próprio

Líquido amniótico

Enquanto há o reflita

E o nadar

Significa que

O desista

Não chegou aos olhos

Do questionador

Resista!


FacebookInstagramYouTube
Siga-me nas redes sociais


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

5 thoughts on “Resista

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: