Depressão com Poesia

Reluzir

Frankfurt am Main

À noite cada luz acesa

Nos arranha-céus

Da cidade grande

Contrasta com a imensa escuridão

Enquanto aqui

De olhar passante

Clamo e reclamo dos dias onix

A pineal rege a melatonina

Cresce a melancolia

Enquanto isso

As estrelas arranham meu céu

Consistentemente

Em busca de luzir

Sabem as estrelas mais do Universo

Do que eu de mim

O que será que há em cada janela?

Fotos Pexels

5 thoughts on “Reluzir

  1. Os poetas vigilantes da noite! Faço sempre esta pergunta: o que há por detrás daquela janela que, qual estrela, reflete luz? Linda poesia.

  2. Vigilantes da (e na) noite. Ótima colocação, especialmente quando estamos tranquilos na escuridão… Forte abraço e até mais 🙋🏽‍♀️

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: