Depressão com Poesia

Reclames.

Ontem passei no mercado

As flores já não são mais as mesmas 

Não falo das híbridas 

Geneticamente modificadas 

Para atender o comércio de novidades 

Falo daquelas que tem peles e respiração 

Atingidas por tintas

Folhas de tons de verdes 

Cascos amarronzados 

Dão lugares ao vermelho, branco

Ouro ou prata

Com o spray da mais valia

Nem os cactos ficaram intactos

Afinal logo bate o sino

Somos pequeninos

Coabitando com essa infâmia 

Consciência grafitada

Transparecendo naturais 

Plantam desde a planta

Artifícios de poder

Tudo brilhante para chamar atenção 

Ofuscando a realidade do espírito 

Hoje a noite é bela

Enquanto uns definham

Na pobre cidade

Da publicidade

Pulsam os reclames 

De Natal 

*me recusei tirar fotos daquelas plantas pintadas com spray, as observe da próxima vez que você for ao mercado.

2 thoughts on “Reclames.

  1. ღ⁀⋱‿ ❁ Ainda ontem comentava com minha pequetita sobre a artificialidade em que o mundo vai se mergulhando… a naturalidade se esvaindo… não resisto às flores do campo, às rosas bem cultivadas em vasos de barro e depois de adultas esbanjando charme na entrada da casa… não tem jeito, sou mesmo retrô.
    Beijos de pétalas!!❀✿ ⁀⋱‿❀⁀⋱‿✿⁀⋱‿❀

  2. Vaso de barro, que harmonia com a natureza… Por hoje estou aqui com o exalar de lírios vindo da mesa de jantar, uma dádiva. Abraços 🙋🏽‍♀️

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: