Depressão com Poesia

Pra curar a depressão

 

Do Livro: “Entre Poemas” – Irene Coimbra

Encontrei numa gaveta
de minha imaginação,
o remédio perfeito
pra curar a depressão.

Depois de muito estudar
as fórmulas desse remédio,
descobri que é esse mesmo
que vai curar o tédio.

Está escrito na bula
que junto com ele vem,
que essa é a melhor fórmula
e que outra igual não tem.

Em letras bem legíveis
está escrito assim:
“Especial pra você
na depressão por um fim.”

“Toda vez que em sua vida
enfrentar algum problema,
pegue caneta e papel
e o transforme em poema.

Seguindo corretamente
o que diz a prescrição,
você nunca sofrerá
a terrível depressão.”

Estou super animada
com o remédio que encontrei,
tenho certeza agora,
desse mal não morrerei!

Irene Coimbra é professora, escritora, poeta, produtora e apresentadora do Programa “Ponto & Vírgula” na TV MAIS RIBEIRÃO. Fundadora da Revista Ponto & Vírgula em Ribeirão Preto.


Como podem ver na foto, esse poema é um de um diário infanto juvenil. A alma sensível que fez esse recorte hoje está poetizando por outros cantos do Universo. Com todo respeito e carinho por sua memória quero agradecer por esse capricho. Através dele outras pessoas que agora estão lendo podem receber essa prescrição.

Poetise

Poetise

Poetise

Aqui, ali ou acolá

Abram a gaveta da imaginação e transforme a dor em poema. Por mais que sempre falo isso, na hora em que a dor aparece parece que ela não tem fim, e esqueço dos próprios conselhos. Quem não? Esse poema foi um desperte, escreva, não esmoreça…

Perguntei ao meu psicólogo se é realmente possível um dia a depressão ter fim, ele respondeu 30/30/30, trinta por cento curam, os outros aprendem a conviver, e trinta por cento é crônica e compromete a qualidade de vida. Dez por cento desistem.

Logo após, parei de tentar ficar me encaixando numa caixinha ou noutra. A vida é tão mutável, às vezes o que nos adoece é tentar ficar controlando tudo e negar as fragilidades. Quando elas vem é necessário perguntar: o que quer de mim? E estar preparado para ouvir, sem se permitir morrer em vida.

O poema “Pra curar a depressão“, de Irene Coimbra é uma boa dica para trabalhar o tema com as crianças e os adolescentes. A linguagem é bem acessível e a mensagem nas entrelinhas é – reaja – entre poemas.

12 thoughts on “Pra curar a depressão

  1. Muito bom. Muitos escritores, poetas ou não, sempre afirmaram que a literatura era o seu tratamento. Eu acredito demais nisso, Cristileine. Abraço.

  2. A literatura é uma forma de autoconhecimento. De entender nossas fragilidades físicas e psíquicas, à medida que buscamos nos equilibrar em algum caminho. E, além disso, tenho encontrado muita paz nos textos e histórias orientais. O último que li, “No coração da vida, de Tenzin Palmo, é um prato de caminhos frente a vida moderna. Abraços!

  3. Tratamento disponível para todos nós, escritores ou não, uma maneira de dar vazão e organizar o dito e o não dito.
    Bom fim de semana, Odonir.
    Até mais.

  4. Pedro, fico bem admirada contigo, tão jovem e na busca de profundidades. A sabedoria oriental também está me atraindo muito nesses tempos, desde os textos, formas de se alimentar, exercitar e se conectar. Muito obrigada por essa dica de leitura. Abraços.

  5. Obrigado pelas lindas palavras, Cris… acho que a partir das nossas vivências, uns são levados ao ato de refletir mais cedo para se manter em equilíbrio… é tão fácil a gente se perder, se comparar e se rotular… por isso, o autoconhecimento é fundamental, mesmo que às vezes um pouco doloroso… na casa do saber, tem um canal no YouTube chamado Quem somos nós?, eles estão com uma série fantástica de textos do oriente, com várias dicas e descobertas maravilhosas rsrs… são convidados ótimos especialistas para essa leitura do oriente, da forma fluída que eles veem o indivíduo… super interessante

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: