Depressão com Poesia

Perspectivas e incoerências

Queria tanto acreditar nessas palavras bonitas que brotam dentro de mim

Ou até mesmo naquelas que leio nos livros dos ditos mais sábios do mundo

Acontece que há algo que fala mais alto que as aparências

Que a beleza

Que a sapiência

O que realmente é

Não é dito

Só os olhos podem alcançar

Ver isso às vezes custa os olhos da cara

Porque entranha muito mais do que a superficialidade da íris

Como me sinto estranha aqui…

Há perspectivas nas incoerências

E o contrário também é verdadeiro

Como as pedras no meio do caminho

E o caminho no meio das pedras

Vi por onde você andou

Desconheço pra onde vou

Ainda assim sigo

E sinto

O musgo.

7 thoughts on “Perspectivas e incoerências

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: