Depressão com Poesia

Olhares

Compartilho fotos que falam por si só. Coloco minhas impressões. Quais as suas?

De braços abertos para a criação.
O artista olha o público, o público olha a arte, a arte olha o artista.
Assinado, esperando moedas.
Detalhes únicos da imaginação!

 

Porta na cabeça, gavetas na boca, faces nas janelas.

Conclusões:

  • Estar perto de quem a gente realmente é faz toda a diferença.

  • Todos buscamos reconhecimento, esse é o sentido de ser humano: sentir, dar e receber. A troca, a convivência, que por vezes não flui.

  • Uns vendem a alma em busca de reconhecimento, outros não. Quão forte são?!

  • Quanto mais longe de nosso auto-conhecimento, menos autenticidade temos. Quanto mais perto de nosso auto-conhecimento…imprevisível o que se pode achar.

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: