Depressão com Poesia

O que adianta?

O que adianta ser o violão de Caetano se não for para ser tocado?

O que adianta ser os versos de Chico se não for pra ser honrado?

O que adianta ser a poesia de Milton sem o seu nascimento?

O que adianta ser a voz de Elis se não for para amar?

O que adianta ser Maria sem a melodia de Bethânia?

O que adianta ser Carmen Miranda sem o Chica Chica Boom?

O que adianta ser eu sem Eu?


Nessas reflexões acima usei o nome de cantores da música brasileira. Conheça algumas curiosidades sobre eles:

  • Caetano Veloso foi preso pelo regime militar em 1969 e partiu para o exílio em Londres, lá compôs várias músicas de saudade endereçadas aos que ficaram no Brasil. Ouça London London e sinta o vazio de ser estrangeiro.
  • Chico Buarque escreveu seu primeiro conto com 18 anos, além de cantor reconhecido já ganhou diversos prêmios literários. Inclusive ganhou no ano retrasado o Prêmio Camões do Ministério da Cultura de Portugal.
  • A mãe de Milton Nascimento faleceu jovem com depressão e tuberculose antes dele completar dois anos, por isso, ele foi adotado, por uma professora de música, que era filha da patroa da avó dele.
  • Elis Regina foi feliz na música, mas, capengou no amor. Já viu o filme sobre a vida dela? Recomendo. Leia também essa postagem de 2017 Entre Elis Regina e Van Gogh
  • Maria Bethânia canta e declama poesias MARAVILHOSAmente, dê uma busca no YouTube por Maria Bethânia declama e se surpreenda.
  • Carmen Miranda aprendeu a fazer chapéus em uma boutique onde trabalhava antes de gravar seu primeiro disco. Com esse ensinamento ela fez chapéus com frutas que fez parte de seu figurino mundo afora.

13 thoughts on “O que adianta?

  1. Ave! Que aula!
    Maravilha!
    É, não adianta você sem ser você mesma, é porisso que lhe admiro. Você não perde sua essência, continua sendo você autenticamente.
    Te adoro!
    A PAZ para você!
    Beijinhos carinhosos…

  2. Vixe!!! De que adianta ser sem ser… Melhor voltar a ser rápido você. Bora começar 👀. Bom diaaaaaa. Abraços

  3. …Eu, caçador de mim…. (Milton Nascimento) Quando essa caçada é interior, fica difícil encontrar os “equipamentos” necessários para tal. Todos querem ser muitos, mas não dá, né?
    Boa tarde/noite/manhã.

  4. Rita, você me põe tão pra frente que ‘vivo’ de vontade de conhecê-la pessoalmente. É muito bom saber que alguém se identifica com nossas ideias. Abraços e gratidão 🌻

  5. Nos Bailes da Vida é preciso usar todos os equipamentos “Não importando se quem pagou quis ouvir”… já que na caçada interior ficamos “com a roupa encharcada e a alma repleta de chão”… É assim.

    Nossa como temos músicas maravilhosas!

  6. Cris,
    Paz e bem!

    Quando estiver aqui no Brasil, é quiser vir me visitar as portas estão abertas. Terei grande prazer em receber-la.
    Desculpa responder só agora, é que estou um pouco ausente aqui nesse espaço.
    Desejo que estejas bem assim como todos os seus.
    Beijos carinhosos.
    💋🌹♥️

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: