Depressão com Poesia

O desconhecido, o caminho e a rosa.

Andei entre logradouros

Vigiando o desconhecido/

Astuta harmonia

Nunca visitava aqueles caminhos

Quando eu estava tão perdida

Sem saber em qual porta batia/

Pouco importava

Elas estavam todas fechadas

Não seria o som do toc toc

Que iria despertá-las/

Para não morrer em vida

Resolvi recorrer

Ao vermelho da rosa

Sanguíneo colérico*

O que nunca fui/

Aquela rosa estava ali disposta

Ao lado da fonte da esquina

Ainda que selvagem

A rosa ficou pálida

Quando me viu/

Despistei o semblante

Olhando para o espelho d’agua

Logo entendi

Do profundo e do desconhecido

Só vemos reflexos/

Espalhei a minha imagem na água

Com um chacoalhar das mãos/

Quando me levantei

Alguém tinha colhido a rosa

Certamente para enfeitar

Uma casa da porta fechada/

Onde estará um pedaço do meu segredo?

Há revelações nas águas profundas?

Águas que

Só a raiz pode alcançar/

Rosa levada

Levada rosa

Continuarei a caminhada

Por outros sem fins.

〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️

*Sanguíneo Colérico, referência ao mix de temperamentos mais extrovertido e decidido.

〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

9 thoughts on “O desconhecido, o caminho e a rosa.

  1. As rosas não falam… só exalam… não tenhais receio… cresci entre elas… trabalhava com elas.. elas se foram e levaram meus segredos e medos… delas carrego a finitude da existência…

  2. Nesses dias estava pensando o tanto quanto tenho escrito sobre elas, as rosas. Se você trabalhou com elas, tem muito mais à dizer. Uma coisa é a teoria, outra é a prática… eu sonhava em ser jornalista até chegar lá, ver o primeiro cadáver afogado e ter que fazer a “cobertura”… uma coisa é a teoria…
    Discordo do Cartola, as rosas falam sim. Talvez seja por isso ei tema tanto, rsrs. Boa semana Estevam.

  3. Barbacena não é só a cidade dos ‘doidos’, é também, e, hoje, principalmente, a cidade das ‘rosas’… cresci assim… entre a loucura e as rosas… herdei um pouco de ambas…

  4. O caminho da rosa.
    A rosa do desconhecido.
    Conhecendo o caminho
    É que se dá rosas…

    Paz altamente profunda

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: