Depressão com Poesia

Num Rio.

Zé Carioca
Era muito patriota
Até conhecer a Rosinha
Depois foi até despejado da Rocinha

Confiscaram-lhe o verbo sonhar
Zé Carioca passou a roubar
O que pouco lhe satisfez
Perdia a alegria em cada freguês

Debaixo da ponte
Sem ver horizonte
Zé Carioca à subiu
Nunca mais ninguém lhe viu

Nem céu, nem inferno
Caiu
Como um anjo rejeitado
Perdeu a fé no garotinho.

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: