Depressão com Poesia

Na pele

Disseram que era genuíno

O couro do sapato da menina

Tão lustroso

Ela pisava com formosura

Sem saber que tinha um bicho no pé

Desfilava na cerimônia dos pais

No outro dia a mãe levou-a na podóloga

Doeu tirar aquilo que comia sua carne

Foi tanto grito

Que nenhum boi ficou por perto

Para contar história.

Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

2 thoughts on “Na pele

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: