Depressão com Poesia

Livro – desafio literário

Desafio Literário – Poesia tema Livro

A poesia que escrevi abaixo faz parte do Desafio Literário promovido por Rodrigo Meyer Author, escritor que me fez renovar uns 20 anos hoje com a singeleza dessa Prosa – Se Deixar.

Vou deixar as regras para todos os que quiserem participar. Será um prazer ler sua leitura do Livro.

1. Escreva uma poesia nova sobre o tema “Livro”.

2. Publique em seu blog ou em qualquer outra mídia como Facebook, Twitter, Instagram, Tumblr, etc, mencionando no topo do textoDesafio Literário” e o link para essa publicação, pra que outras pessoas possam ver as regras e participar também.

3. Deixe aqui nos comentários, o link da poesia que você escreveu pra esse desafio, assim todos poderão visitar e ler a poesia de todos os participantes.

4. Esse desafio literário se encerra dia 30 de Setembro de 2020, pra que seja viável de lermos uns aos outros e interagir nas plataformas.

E é só isso! Vamos espalhar cultura, diversão, fazer amizades, conhecer novos blogs, novos autores, novas visões de mundo, novas interpretações da realidade, novas abordagens ao mesmo tema, novos sentimentos, novos estilos, novos insights.


Livro

Abri a porta do livro
E ela me escancarou
De paz, alegria e dor

Como pode nessa tez tão fina
Vibrar meus sonhos de menina
E me fazer um sábio senhor?

Verti no teu colo vocais lágrimas
Nas consonantes do tempo
Acolhi páginas infindáveis

Folhas que me escrevem
Em cada leitura de outrém
Conjunto de possibilidades

Lógicas e ilógicas
No fecha e abre
Do livro da vida

Destino? Não.
Apenas mais um canal
De busca na Totalidade

19 thoughts on “Livro – desafio literário

  1. Aném… vou ter que sair, mas volto assim que puder para reler e deixar meu comentário, mas já vou adiantando que “este trem tá bonito demaisssssss” kkkkkkk fui!

  2. Hei! Sandro, toda vez que você entra e sai daqui, essa casa fica mais festiva! Mas volta eh!, sua visita é sempre esperada.

    P.S. estou com problemas para interagir no seu blogue… entrei lá hoje, vi que você participou desse desafio, comentei, curti, mas parece que nada foi recebido #sópraavisar rsrsrs

  3. Sandro Ernesto, Cristileine Leão, Rodrigo Meyer… Nuuuuuh…. Terei que me desdobrar para escrever neste desafio… Que os livros abram as portas para mim…

  4. Bom dia minha querida amiga do “Coração feliz de Sapo Caiu, ops kedizê Sapucaí”! Primeiramente… NÃO QUERO NEM SABER: #QUEROMEUCOMENTÁRIO… porque comentário é que nem presente, se você não der não tem problemas mas, se disser que que esqueceu em casa a pessoa fica a vida toda esperando. Pode mandar por e-mail, whatsapp, Instagrandro (Instagram do Sandro), sinal de fumaça, carta, telegrama ou telecapim… QUERO MEU COMENTÁRIO DE VOLTAAAAAA! kkkkkkk. Bom, depois desta, acredito que isto aconteça devido meu site do wordpress ter hospedagem própria, parece que o aplicativo pelo celular não interage bem nesta situação. Tive problemas deste tipo com nosso amigo Foureaux https://foureaux.wordpress.com/2020/09/10/36/. Agora, voltando à poesia: Uau… “…Como pode nessa tez tão fina, Vibrar meus sonhos de menina… E me fazer um sábio senhor? Que trem bonito de se ler Dona Cristileine… como diz um certo Milton, na música “Certas Canções”: “… que me perguntar carece, Como não fui eu que fiz! Estes desafios instigam a todos a darem o melhor de si… tenho certeza. Simplesmente lindo lindo lindo minha cara amiga! Gostei demais da conta. PS: não se esqueça da minha caloi, kedizê… meu comentário ok?!

  5. Querido Sandro, também tive problemas com os comentários após hospedagem própria… Seu presente sempre está presente por aqui… Lá vou eu conhecer o foureaux, tão bom receber indicAções… A caloi já vai chegar, natal esta logo ali, rsrsrsrsrs. Se seu site me travar, eu vou reclamar. Obrigada pelo seu terno carinho.

  6. Bom dia minha querida amiga do “Coração feliz de Sapo Caiu, ops kedizê Sapucaí”! Primeiramente… NÃO QUERO NEM SABER: #QUEROMEUCOMENTÁRIO… porque comentário é que nem presente, se você não der não tem problemas mas, se disser que que esqueceu em casa a pessoa fica a vida toda esperando. Pode mandar por e-mail, whatsapp, Instagrandro (Instagram do Sandro), sinal de fumaça, carta, telegrama ou telecapim… QUERO MEU COMENTÁRIO DE VOLTAAAAAA! kkkkkkk. Bom, depois desta, acredito que isto aconteça devido meu site do wordpress ter hospedagem própria, parece que o aplicativo pelo celular não interage bem nesta situação. Tive problemas deste tipo com nosso amigo Foureaux https://foureaux.wordpress.com/2020/09/10/36/. Agora, voltando à poesia: Uau… “…Como pode nessa tez tão fina, Vibrar meus sonhos de menina… E me fazer um sábio senhor? Que trem bonito de se ler Dona Cristileine… como diz um certo Milton, na música “Certas Canções”: “… que me perguntar carece, Como não fui eu que fiz! Estes desafios instigam a todos a darem o melhor de si… tenho certeza. Simplesmente lindo lindo lindo minha cara amiga! Gostei demais da conta. PS: não se esqueça da minha caloi, kedizê… meu comentário ok?!

  7. Normalmente, a marco no face, assim, aparece mais rápido… Mas, primeiramente, preciso escrever… 😅😅😅

  8. Bom dia Cristileine,que maravilha de poema!
    No abre e fecha do livro da vida não há lógica nem ilógica.
    Nada é destino,mas um canal na busca da totalidade;já que somos seres imperfeitos que busca as razões de ser/existir. Encantada com seu estilo de versos.
    👏👏👏👏👏

  9. Uma boa noite e feliz semana.
    Linda sua participação neste belo projeto.
    Um livro, uma viagem, um desvestir-se continuo a cada folhear de paginas e assim um redescobrir-se. E numa destas ate expõe nos incompletude.
    Bela inspiração e construção.
    Abraços

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: