Depressão com Poesia

Laços e abraços

Papo no trânsito

a natureza criou o homem
o homem destrói a natureza
o homem criou o robô
o robô irá…

O robô consegue fazer interações muito mais rápido e eficaz que o homem.

Dou ré

Repito: interações.

E o homem?

Ah! O homem se consome

Entre vírus, política e segregações.

Eu decolo (ich heb’ ab)

Rumo ao esquecido

Dê colo

Tão sereno canto

Sem tradução

Laços e abraços

Interações.


Astronaut, música do cantor alemã do cantor SIDO, com participação de ANDREAS BOURANI.

Para ler a tradução da música feita pela Lyrics Translate clique aqui, ou, se preferir acompanhar o som e a letra original sugiro esse app por onde treino cantar músicas estrangeiras LyricsTraining.

5 thoughts on “Laços e abraços

  1. Querida Cris, maravilhoso texto, afinado mente e coracao! Um reflexao necessaria para o atual momento pandemia Coronavirus! Parabéns!

  2. DAS INTERAÇÕES
    *

    Lá vai o trem sem destino certo, que o trem tem duas pernas
    e assim se deve confiar nele (ou não, vamos dar-lhe um ponto
    de crédito, entre o amaro e o doce, um débito
    por algumas estradas abertas, algum débito pelas estradas já sem uso
    e uma interrogação pelas que virão.
    Esse tinto desce bem.

    Tudo isso incluso em sua trajetória, com ou sem moratória, o Homem tem algo
    a seu favor: bicho de teima continuada numa testa bem frisada, desde criança
    e até antes (ó Mãe), é o que é esse bicho inusitado sobre os ombros
    do Mundo, o qual muitas vezes sai de si e inventa mais armadilhas
    matando trilhas e novilhas, arrancando os cabelos, vai à ponte
    e grita para os peixes lá embaixo – todos eles
    já aturdidos pela força da correnteza, mas, cá para nós, também os peixes
    e as algas, enfim, todas as interações amam esse bípede
    meio perdido nos redemoinhos que cria.

    Poema escrito especialmente para a Página “Depressão com Poesia”, da minha amiga CRISTILEINE LEÃO -ou devo dizer Leoa ?

    DARLAN M CUNHA
    Belo Horizonte, 20/05/2020

  3. Bom dia Darlan, poema para ser lido e relido, nas entrelinhas a vida e a sina de nossa aventura…
    O vô trouxe da Espanha o Lion, chegou no Brasil virou Leon e Leão, nem ao menos os cartórios registram o que se fato é… imagina a nossa memória. Abração e tenha um bom feriado.

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: