Depressão com Poesia

Dia Nacional do Livro Infantil

Hoje é o Dia Nacional do Livro Infantil.

Como esse segmento literário cresceu! Se por um lado é maravilhoso pela disseminação de conhecimento e fortalecimento cultural. Por outro nem tanto, falo do acesso restrito às livrarias, bibliotecas, tablets; do uso arbitrário para fortalecer doutrinas políticas, religiosas e partidárias; e principalmente dos livros que chamo de tontos prontos.

São aqueles que confundem as crianças entre cores e sons (ou histórias facinhas, com muito “inhas”) e trabalham pouco, ou quase nada, a frutífera imaginação infantil.

Seja lá como for, para tudo temos a opção da escolha. Não ler também é uma opção, ler muito pode ser uma ilusão… Lembrando que ler é diferente de estudar. Especialmente no caso das crianças que ainda não foram alfabetizadas e dependem do adulto para a contAção. A informação é uma responsabilidade…

Quero dizer com isso que a leitura não é apenas para se informar, divertir e compreender o mundo.

A leitura é um caminho para a formação e participação do mundo.

Em março do ano passado eu me arrisquei escrever um livro infantil que publiquei na Amazon,“As pegadas do Jabuti”, ratifico que não é fácil escrever para crianças, não falo só da linguagem, mas do mundo da fantasia que nós perdemos em algum ponto.

Hoje tento fazer amizade com aquela criança que fui, também tenho engavetado um outro livro infantil falando da depressão para crianças. Por que não lancei?

Além da história, capa, ilustração, diagramação e publicação, todo escritor independente precisa gastar bastante tempo para fazer seu próprio marketing pessoal, agora estou dedicando minhas energias em recuperar a energia pra ter pique de brincar com essa garota que mencionei.

Continuarei dividir minhas descobertas aqui com vocês e se quiserem adquirir meu ebook o link segue abaixo, está apenas R$ 1,99.

“As Pegadas do Jabuti” têm um quê de meditação e autoconhecimento, é um bate papo entre os animais de jardim.

Quando o escrevi não sabia sobre a Técnica da Tartaruga, estudos psicológicos desenvolvidos em 1976 por Arthur Robin, Marlene Schneider e Michelle Dolnick.

Essa técnica serve para aumentar o autocontrole das crianças diante da raiva, é mais voltada para a faixa etária de 3 a 7 anos. Ela é facilmente encontrada na internet como Conto/Técnica da Tartaruga Schneider.

Já ouviram falar dessa técnica? Tem muito haver com a mensagem que procurei transmitir no livro.

Leia para uma criança,

Leia à sua criança

“As pegadas do Jabuti”, Cristileine Leão – na Amazon

Feliz quem pode comemorar mais esse dia!


Leia também:

Dicas de livros brasileiros para crianças

1 thought on “Dia Nacional do Livro Infantil

  1. Sofia já viajou nas pegadas do Jabuti… Lendo-o e perguntando muito, como é característico dela… Mas, a grande curiosidade dela foi saber mais sobre a escritora…

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: