Depressão com Poesia

Chegada a hora

Na hora que em que a luz apagar

Na hora em que o show acabar

Na hora em que o ator

Ficar a sós com a dor

Sem nenhum texto para decorar

O espetáculo da vida será aplaudido

Bem vindo

O Tempo não Para – Cazuza

 

4 thoughts on “Chegada a hora

  1. “Na hora em que a luz se apagar…”, pois é, e aí o Beto (Guedes), atento como ele só, me faz aproveitar a linda canção que estou ouvindo agora, às cinco da matina, e diz, bem a propósito desse texto seu, muito bonito, com profundidade psicológica mais implícita do que explícita nesse texto seu, a canção diz: “És o luar, ao mesmo tempo, luz e mistério…” (Luz e Mistério).

    São assim os cotidianos: Mistério e Luz.
    Aquele abraço.
    Darlan

  2. “Ficar a sós com a dor. Sem nenhum texto para decorar. O espetáculo da vida será aplaudido” É o momento que estou sozinha encontro a mim mesma, e percebo qta beleza em Ser Humano. ” O Tempo nao para….” querida Cris, sensibilidade, emocao, intuicao, sensacao e razao sao os seus talentos que sinto na sua poesia. Gratidao!

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: