Depressão com Poesia

Borboleta na pupila

A borboleta de cristal
Preta e amarela
Quebrou na mudança
Que lembrança!

Borboletas vivem poucas semanas
Após sair do casulo
Cristal quebrado
Não retoma a beleza
Após a restauração

O que restou?
O voo

Nem casulo
Nem cristais
Conseguem conter
O que nasceu para vibrar
Nos olhares de outrem
Olha ela aí nas tulipas pupilas.

4 thoughts on “Borboleta na pupila

  1. No efêmero o (e)terno. O voo interior que se revela. ☮️

Sua opinião agrega: comente aqui 🔄

%d blogueiros gostam disto: