Depressão com Poesia

Aos passantes as migalhas.

O menino correndo atrás da pomba

A pomba correndo atrás da comida 

A mãe correndo atrás do menino

Os passantes não viam nada.

Nem o menino, nem a pomba, nem a mãe, nem a comida que da mão caia no chão.

Os passantes não viam nada

Eles também corriam

Não sei por qual alimento.

Na correria

A pomba ficou sem comida

O menino não tocou nas penas brancas

A mãe conseguiu reter o menino

E os passantes ficaram com as migalhas

Na sola de seus sapatos.

A pomba era o sonho

O menino todos nós já fomos

A mãe a proteção 

E os passantes 

Na correria

Ficaram com as migalhas.

6 thoughts on “Aos passantes as migalhas.

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: