Depressão com Poesia

Ação e inação

A ação e a inação

Andam de mãos dadas

Quando alguma delas

For tomar café na sua casa

Pense bem antes o que vai servir

Tanto o chá de cadeira

Quanto no bolo de prestígio

Têm os seus poréns

E elas

Senhoras atemporais

Vão te contar

Como vão

Do valor que você pôs

E em qual lugar

Ninguém sai ileso

Nem da fome

Nem da fartura

Nem da preguiça

Nem da cobiça

Nem do egoísmo

E nem ao menos do altruísmo

Tudo são apenas potes herméticos

Que algum convidado levou

E nunca mais trouxe…

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: