Depressão com Poesia

A violência

A violência é democrática

Acontece que

A democracia está morrendo

A violência não

O povo abraça a democracia

Como tábua de salvação

E é abraçado pela violência

Não há regime ou religião

Que ensine

O homem a ter humanidade

Se assim ele não quiser

A equiparidade vem com

O senso de responsabilidade

Social

Pessoal

Intrapessoal

Interpessoal

Um sinal

Que apita na consciência

De quem se dispõe a ouvir

Mas

O barulho da violência

Procura ser mais estridente

Para intimidar toda gente

Que se dispõe a evoluir

Diante da tamanha farfalhada

Não é de se admirar

Perpetuar-se nas ruas e nas casas

A eleita guerra fria

Entre medíocres e covardes.

14 thoughts on “A violência

  1. A violência é democrática, atinge a todos, em todos os lugares, mas, a democracia não é violenta… logo, me parece que jamais vivemos uma democracia verdadeiramente democrática…

  2. Até quando isso vai acontecer assim. Já não sinto esperança na mudança, Cristileine. Boa reflexão. Abraços

  3. Receio que não se respeite nem o que ainda está por se conquistar e isto, é.simplesmente trágico, pois compromete o futuro das novas gerações e do próprio planeta e até da vida como um todo.

  4. Mal e porcamente, em Geografia, chamamos isso de “rugosidade”, expressão criada pelo Geógrafo Milton Santos.

  5. Bia, enquanto há ar há esperança, é na fonte que a flui que precisamos nos abastecer. Busco a fonte da gentileza e da conscientização, torcendo para que isso influencie no todo… Seguimos…

  6. Ontem contava para as crianças que o vírus da gripe dizimou quase que uma população inteira no Brasil, os índios… A história tem muito a nos contar e ensinar…

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: