Depressão com Poesia

A peça do peça

Somos a peça do peça

Se existem pedidos

É porque existe o infinito

Se não

Nada teria sentido

Pedimos o inacabado

Somos assim

Pedimos o que mora no nada

Com a intenção de tudo

E mais, e além, e sem fim

Cada petição é uma semente

Às vezes com se

Noutras só mente

Que brote a lançada em solos fecundos

O sol e a chuva irão dizer

Qual o melhor suspirAR

Para mim e para você

Na raiz do alvorecer dos dias.


Qual o seu pedido?

11 thoughts on “A peça do peça

  1. Às vezes pedimos muita a la vida e não percebemos o que está do nosso lado.
    Um poema adorável para desfrutar al leerlo
    Manuel

  2. Bom dia Manuael, é fato… a vida começa com o eu, se estende à família, amigos e assim vai… mas, às vezes ficamos demais no eu. Nos soltar do eu é tarefa diária.

    Como estão por aí? Espero que o pico da epidemia já tenha passado e que seu povo esteja respirando em paz.

  3. Bem, para o Chile, as coisas se tornaram muito difíceis. Os casos aumentaram de forma alarmante (hoje havia mais de 4.000 mil infectados e 35 mortos) e já ultrapassamos 53.000. Então, estamos em uma fase crítica. E nós estamos indo para mais uma semana de quarentena. A única coisa que resta é tomar muito cuidado e não sair de casa. Então, eu estou fazendo isso.
    Pelo menos eu sei que você está bem e só espero que você se cuide melhor.
    Um grande abraço. Eu amo ler seus poemas
    Manuel

  4. Muito bom saber que você está se protegendo. No meu amado Brasil a situação está caótica também, já é o terceiro país em número de casos , e a população dividida entre mandos e desmandos… É meu caro Manuel, a poesia nos faz respirar, é nela que pessoas com alta sensibilidade se reencontram num mundo desconexo… Cuídate🙋🏽‍♀️

  5. Pelo menos, temos uma razão válida para acreditar na vida. Olhe para você também. Eu gosto de vê-lo sempre saudável, linda e hermosa.
    Manuel

  6. Que belo sentimento de esperança que esta poesia me trouxe Cris.
    Vivemos na incerteza de um dia virar certeza, este desejo incansável. Ainda bem que assim o é.
    Um beijo Cris, magnifico texto.

Diga-me a sua opinião?

%d blogueiros gostam disto: