Ruminar nas tempestades

A ruminação psicológica é o mesmo que não conseguir resolver as emoções e ficar remoendo, retroalimentando, pensando de forma negativa. Horas presos no passado, noutras idealizando o futuro. Eis o caminho de reforço para a depressão. 

Segundo o psicólogo Victor Friary, estudioso e praticante da MBCT, Terapia Cognitiva baseada em Mindfulness, para suprimir esse tipo de comportamento é necessário aceitar a experiência sem reações excessivas e julgamentos. Ou melhor, compreender que emoções desagradáveis têm seu tempo de vir e ir, olhar para elas como um observador, não se deixar levar por sua intensidade, para o bem da sanidade. 

Assim, aprendemos a lidar com nossos sentimentos negativos e compreendemos que as frustrações fazem parte da travessia. Vigiar é importante para evitar as recaídas, pois, quem já teve um ou mais episódios depressivos é mais suscetível diante as intemperanças dos dias, diz o psicólogo. 

Além disso, nunca se sabe qual será a gota de humor que respingará para acionar os gatilhos, portanto, o estado de alerta meditativo é vital para evitar que os pensamentos negativos, que são como nuvens, tomem conta de todo o espaço do nosso céu e nos causem tempestades. 

O Mindfulness, traduzido como Ateção Plena, é a técnica meditativa que mais vem apresentando bons resultados, segundo os estudos acadêmicos, para a calmaria da mente.

“A atenção é como um cavalo selvagem, é difícil o treinamento, mas não impossível” 

A depressão é de natureza sistêmica, ou seja, todo o organismo é envolvido, o raciocínio, o comportamento, a fé na vida, as relações; há sintomas físicos, afetivos, sociais e espirituais. Sendo assim, não basta tratar a dor quando ela já está nos inundando, mas também é preciso saber nadar nas causas e na prevenção. 

Os recursos da psicoeducação são:

  •  ter consciência do próprio corpo
  • aprender a lidar com as dificuldades diárias
  • ter autocuidado com tarefas que promovem vitalidade (exercícios, alimentação saudável, meditação, hobbies, contatos sociais, etc.)
  • prevenir as recaídas 

O atual aumento do número de casos de depressão em todas as faixas etárias evidencia como a nossa sociedade precisa rever seus conceitos, ruminar menos, e dar mais braçadas na paz.

Por experiência própria digo que tratar da depressão é aprender a se amar, é ter coragem de olhar no seu íntimo, olhar para o próximo como extensão de si, notar a realidade tal como ela é, e dizer: sim eu escolho continuar porque sei que há mais pôr do sol do que tempestades.


Informações transmitidas pelo profissional no I Congresso Mundial Interfaces da Psicologia: atualidqdes e pesquisas, do Instituto Nora Cavaco, Portugal, 2021.


8 meditações de Atenção Plena

do livro de Mark Williams e Danny Penman

clique no link acima para acessar.

2 comentários

  1. Cristileine, compartilhei esse post e foi muito bem aceito. Aproveitei para recomendar a leitura de suas demais postagens. É bom ser útil a quem precisa. Valeu.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s