A porta

Uma porta se abre
Entre eu e o mundo
Entre
Ecoa a voz silenciosa do infinito


Olho com indignação
A vida me ousa de novo
E me leva para onde não sei pousar

É a terceira vez que
Preciso aprender a andar
Os músculos se tonificam
Em cada passo que passo


Olho com admiração
Por tudo o que posso vislumbrar
Ao sair da penumbra

Embaixo e acima do céu

Sempre há um lugar

De descanso


A luz é você quem acende
quando descobre o seu valor
Assim disse um poeta


Aceite
Ascende
Assim disse um profeta


– Aquele que abre a porta
a qual ninguém pode fechar –


O que está por detrás
da fechadura?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s