Criança interior

Criatividade
Criação
Criança

Em qual atividade você se perdeu?
De que ação você se esqueceu?

Quem bebeu morreu
O culpado não fui eu”

O julgamento é uma auto confissão
Do que deixamos de ser ou fazer

Uma auto confissão de quem somos

Vê Neno* em cima do piano
Não há penitências

Há um corpo

Toca, canta, dança
A criança quer brincar.


Parlenda do folclore brasileiro:

Lá em cima do piano tinha um copo de veneno,

quem bebeu morreu o culpado não fui eu

(ou em outras versões: o azar foi seu)


*Neno = boneco.


Maturidade é ser pai e mãe de sua criança interior.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s