Cor age

Chamarei de Leão

As primeiras cores que agem em mim

Não só por fazer parte do meu sobrenome

Mas por saber que sou animal e arquétipo

Mulher que vibra e mulher que chora

Com essa juba toda esparramada no ar

Analisando a hora de atuar

Na selva…

Dourado como a luz do sol

É a coragem

Essa cor que age

Que teima em aparecer até atrás das nuvens nos dias cinzas

Rugindo o poder da criação

Pelo simples fato de

Existir.

 

2 comentários

  1. Esse foi um rugido inspirador; parabéns pelas emoções despertas por seus poemas🦁

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s