Bem – já – flor

Não se admire se um dia

Um beija-flor invadir

A porta da sua casa

Te der um beijo e partir

Foi eu quem mandei o beijo

Que é pra matar meu desejo

Faz tempo que eu não te vejo

Ai que saudade d’ocê

Canção de Zeca Baleiro

Sentei ao lado da porta

Para ver o seu voo

Você não apareceu

Chorei a dor do amor

Nos dias a passar sem ninho

Tão ligeiras suas asas finas

Vida

Como meus olhos podem fitar

O que não veio para ficar?

Ainda me sinto pesada aqui

Mas ao menos aprendi

Cultivar as flores

Em cada beijo céu

No abrir das pupilas

Há bem JÁ

Flor.

11 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s