Ecologia da vida cotidiana

A centopéia

Escutou a cantoria do grilo

O grilo saltou sobre a joaninha

Enquanto a minhoca era tomada

Por um filhote de passarinho

As formigas estavam alvoroçadas

Será por causa do rastro viçoso

Do caracol?

Os tatuzinhos são crustáceos terrestres

Você sabia?

Já os besouros são insetos que sonham com os voos mais altos

Tudo ali

No jardim

Movimentos quase impercetíveis

Como as ideologias que eclodem

Na humanidade

Nos colocando na posição de atuantes

E não de expectadores

Da vida

É a ecologia cotidiana

Todos ali

Na Terra


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

10 comentários

  1. Sempre entendo os seres humanos apenas como formigas tentando sobreviver num grande formigueiro… no meio do jardim… os tamanduás podem ser deuses ou demônios…

  2. Excetuando o pássaro do texto, o resto era “entomologia poética”, why not!?!?
    Bom fim de semana.

Que tal deixar a sua opinião?