O veneno da agonia – depressão

Fui cutucar a publicação de 31 de agosto do ano passado. Para quê?

Dilacerante é um retrato da depressão gritando. Hoje apesar de estar me sentindo bem, aqueles sentimentos ainda incomodam. Sabem o que mudou?

O foco e o tempo que gasto com esses pensamentos.

Nessa última viagem ao Brasil, fui ao encontro da minha professora de filosofia do colegial. Lembrei o quanto já fui sonhadora e esperançosa por um mundo melhor e igualitário para todos… Mas o que vi na prática foi desigualdade crescendo.

A depressão suga e dilacera tudo, tudo, até a fé em mim mesma.

Vou repetir as frases que mais me tocaram nessa postagem de 2018:

  • Se o auge de uma pessoa é a vida. Porque nos abandonamos tanto?
  • Não suporto minha própria falsidade, quem dirá a alheia / No fundo estão todos correndo atrás de seus próprios garfos / Sem se preocupar com os fardos dos outros / Achando que pessoas como eu só se alimentam com tridente (pensamentos ruins)…
  • Sem saber que olhar de piedade não sacia / Que o toque de amizade alívia.

Enfim, nesse poema eu expunha as mazelas pessoais e sociais.

Quanto mais andei pelo Brasil dessa vez, mais vi a depressão estendendo suas garras. Nos amigos, nos familiares, e até em pessoas nem tão próximas assim. A depressão na forma de doença e não na forma de desânimo como muitos confundem.

Talvez consegui ver porque estava de fora, ou melhor, em tratamento da depressão. Agora “domo” e não “tomo” desse veneno agonizante.

Resumidamente, a dor e o amor sempre estarão aí disponíveis para nós. Tudo depende de onde colocamos nossos afincos, pensamentos e esforços.

Tenho aprendido que para onde vou, eu me levo, então, bom mesmo é cuidar da saúde mental.


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

8 comentários

  1. Oi Miau, apesar dos pesares achei esse ano melhor que o passado…

    Estou recebendo as mensagens e curtidas agora, imagino que foi solucionado…

    Será porque trocou o nome do seu blog? Só agora observei isso.

    Por favor, continue me avisando se observar problemas por aqui🙋🏽‍♀️

  2. E hj a aluna ensina a professora a “domar” e não tomar esse veneno”, ensina que devemos sim “colocar nossos afincos, pensamentos e esforcos no amor” e que amizade ajuda a aliviar.
    Obrigada querida.
    Hj vc confirma que é capaz de se colocar no lugar do outro , sensível e sabe amar!!!

  3. Excelente sua atual visão sobre domar esse estado agonizante! De fato, o olhar de piedade não sacia é o toque de amizade alívia.

  4. Por isso, não quero ir porque sei q ficaria doente, e ainda lá.

    P.S. está sem o botão curtir

Que tal deixar a sua opinião?