Coração perdido

Já imaginou a felicidade que é
achar um coração perdido?

Ainda mais quando sabe que nele havia muitas e boas intenções.

Quando some um coração você fica na esperança do reencontro.

A qual se esvaindo junto com a falta de ver seu brilho.

Uns dizem que um coração é só enfeite, o usam e abusam como decoração.

Outros dizem que o coração têm valor
e faz parte dos desígnios da criação e do afeto.

Eu digo que
Meu coração bateu mais forte hoje depois que te encontrei no meio da papelada de escrita.

Cá estás tu no meu colo
Adornando pescoço, pensamentos e recordações.


Já pensaram como os presentes estão ligados à história humana? Em como eles movem os corações nas mais diversas culturas?

Desde uma flor do jardim, um cartão manuscrito, uma pedra colorida, até as mais requintadas prendas (as que podemos e as que nem podemos imaginar).

Por exemplo, um dos presentes que mais gosto de receber são laranjas. Tio Zé é caminhoneiro, vive cortando o Estado de São Paulo, interior/capital no transporte de laranjas. E faz questão de passar na casa dos meus pais e dizer: trouxe para você. É só escutar o caminhão parar na porta e sentir aquele gostinho de família.

Por detrás do gesto de presentear também é dito: pensei em você, reservei um tempo para preparar algo para você, amo você.

Recebidos em ocasiões especiais, como o anel de noivado, ou em momentos aleatórios, numa surpresa, ou nos momentos tio Zé.

Presente é presença, é mimo, é colo.

Nesse post aqui – Contando peças – relato algumas perdas de presentes especiais.

Porém, no de hoje alegremente venho falar do encontro de um colar que ganhei no décimo aniversário de casamento. Nada como uma mudança (de casa) para achar o coração perdido, risos.


e-books por Cristileine Leão

As Pegadas do Jabuti

para crianças e para quem gosta de autoconhecimento


Flores cantam Poesias: fotografias e poemas

para apreciar a beleza

Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional


2 comentários

Que tal deixar a sua opinião?