Reticências

E foram felizes para sempre

Era uma vez

De trás para a frente

Nas fábulas

Há retrospectivas

Na vida não

Não se vive o hoje

no ontem

Já era

Não se vive o hoje

no amanhã

O para sempre

sempre será um desejo

E agora?

Escolheu ser feliz?

Agora

A vida não aceita desaforos

Nem reticências.



e-books por Cristileine Leão


Flores cantam Poesias: fotografias e poemas

para apreciar a beleza

As Pegadas do Jabuti

para crianças e para quem gosta de autoconhecimento


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

11 comentários

  1. Sempre escrevo reticências no sentido de ideia não concluída, mas, também de vida que precisa continuar a ser vivida…

Que tal deixar a sua opinião?