Dia do cansaço

Engrenagens

Dia do cansaço

Eu não sou

Palhaço

Pra deitar

Na lama

Torço e

Desfaço

Todo meu perfil

Para o mercado

Parecer viril

Tudo e nada

Comemoro

Rolando nas

Trapalhadas

Desse dia souvenir

Procuro

O interruptor

Quero ascender

Já disse acender

Mas sou puríssimo

Cansaço.

Hoje Dia do Trabalho, enquanto fazia esteira escutei esse poema abaixo de Álvaro de Campos (um dos heterônimos de Fernando Pessoa) chamado Cansaço. Nesse mundo de pouco descanso e muita acumulação (materiais e sentimentais) pensei:

O que temos para comemorar?

Quais serão nossos próximos passos?

Nesse suprimíssimo cansaço

Íssimo, íssimo, íssimo

Fernando Pessoa eterno poeta!


Flores cantam Poesias 🏵fotografias e poemas

e-book por Cristileine Leão


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

7 comentários

  1. Grato por indicar o UAÍMA ao estevamweb.

    Procuro o interruptor porque também quero
    ascender, subir para além-lá do mais capaz
    imaginário, estar mais além dos muros que criei
    atracado de tal forma com o pavor
    que enfim ele se saiba diminuto
    diante do que ainda tenho que fazer, a começar
    por tirar essa pedrinha no sapato. O que é pequeno também tem faces.

    Darlan M Cunha

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ah ele é um professor de filosofia que tive o prazer de conhecer por aqui. Indiquei seu blog numa postagem dessa semana, deve ser por lá que ele te acessou. Esses nossos felizes encontros virtuais.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s