Americana em terras estranhas

Medo senti quando o vi

Virando a esquina

Lado a lado

Olhei nos seus olhos

De um verde quase transparente

Lembrei do mar de Bombinhas

Mais de perto

Percebi que o seu dono

Era mais assustador

Por te usar como escudo

Olhei ao redor

Notei que todos

Vivem na defensiva

O tempo todo

Engoli mais um gole

Daquele café amargo

Agora você está aí sozinho

Amarrado em um poste

E eu aqui

Querendo entender

O que do seu olhar

Me fez sentir

American Pit Bull Terrier.

*divagações de uma estrangeira latino americana diante de um cachorro numa cafeteria.


Cristileine Leão

FacebookInstagramYouTube

Siga-me nas redes sociais


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s